RESENHA: LIVRO "A VIDENTE", HANNAH HOWELL

Olá gente, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é sobre o primeiro livro de época que li, já faz algum tempo, mas resolvi reler para resenhar aqui. 




Sinopse:

Estamos no século XVIII, na Inglaterra georgiana. Como todas as gerações de sua família, Chloe Wherlocke possui habilidades especiais, e o seu dom é ver além da visão física. Em 1985 ela prevê a morte de uma mulher que acabara de dar a luz e toda uma trama para atender a motivos escusos. Ao encontrar uma criança abandonada para morrer ao lado do corpo da mãe, ela salva o bebê e o cria escondido do mundo. Fazia isso por amor, mas talvez houvesse neste gesto alguma força do destino...

Com o passar dos anos Chloe descobriu que o encontro com a criança não havia sido uma simples coincidência, e percebeu, pouco a pouco, um desenrolar de acontecimentos que envolviam todos os membros de sua família num jogo de traições, mentiras e assassinatos.

Consciente de tudo, ela precisa ser rápida para salvar a vida do pai do menino, o conde Julian Kenwood, e avisá-lo que o filho não morreu. Mas, ao se aproximar da família Kenwood, Chloe percebeu seu sentimento de proteção por Julian se transformar enquanto a cada momento tudo fica mais perigoso.


Resenha:

Laurel acaba de dar a luz. Está perdendo as forças. A criança ao seu lado já havia morrido. Chloe vê sua irmã morrer logo após seu sobrinho. Duas perdas em tão pouco tempo. Teria que suportar a tristeza para poder ter forças para criar Anthony, outra criança que foi deixada ao lado de sua irmã substituída pela que estava morta.

Beatrice era casada com o conde de Colismoor e estava esperado um filho, mas dar um herdeiro a Julian estragaria seus planos e os de Arthur, tio do marido, que era seu amante. Eles planejavam durante anos se livrar de todos os herdeiros, inclusive do atual conde. Foram três tentativas frustradas de assassiná-lo. Assim que a criança nasceu, ela mandou que fosse levada para o campo e trocasse pelo bebê morto de uma moribunda que também tinha dado à luz no mesmo dia. A intenção era deixar seu filho morrer junto à mulher e fazer todos acreditar que o nono conde não sobreviveu.

Os Wherlocke e os Vaughn tinham fama de serem bruxos e feiticeiros, o que não era verdade, mas de fato eles possuíam dons. O de Chloe era o da visão. Ela previu a morte da irmã e foi até o local tentar impedir, mas não foi possível. Então decidiu cuidar daquele pequeno e juntar provas para um dia declarar sua legitimidade.

Sua participação na vida da família Kenwood estava só começando. Ela também previu todas as tentativas de pôr fim à vida do conde e estava lá com seu primo Sir Leopold para impedir. Eles conseguiram salvar Julian, mas este estava muito ferido e foi levado para a casa dos Wherlocke, onde estava Anthony. A hora de saber a verdade tinha chegado. Após dois anos Julian iria ficar frente à frente com seu herdeiro. Fazia algum tempo que ele descobriu a traição de sua esposa com seu tio, mas ao invés de fazer algo para mudar a situação, preferiu se entregar à bebida e à prostituição, deixando seus inimigos livres para planejarem sua morte.

Somos apresentados aos vilões logo no início e não há o mistério de desvendar, mas há um suspense pelo fato de não saber quando eles vão agir. Foi a maneira que a autora escolheu de desenvolver a história e na minha opinião não atrapalhou a leitura. Ela fluiu. Só me incomodei em alguns momentos em que Julian se lamenta por não ter percebido as traições e ter sido tão cego.

Chloe e o primo têm um plano para manter Beatrice e Arthur distraídos. Vão deixar Julian escondido fazendo todos acreditarem que está morto enquanto tentam reunir provas para acabar de vez com esse jogo. Mas ele está apenas começando. Seus inimigos não estão de brincadeira e são capazes de cometer muitas loucuras.

Chloe e Julian estão passando muito tempo juntos e um romance entre eles é inevitável. Começam a se encontrar às escondidas no quarto enquanto todos dormem. Esse segredo só é revelado para Leo, eles ficam noivos e irão se casar assim que o pesadelo acabar. E assim segue a história sendo intercalada entre o combate com os inimigos e o romance dos dois para amenizar a situação. Achei uma história muito agradável. Devorei o livro completamente rsrs e confesso que me deixou com uma pequena ressaca. Esse é o primeiro da série da família Wherlocke, o segundo é A Sensitiva e o terceiro A Intuitiva. Irei reler e trago a resenha pra vocês. Espero que gostem.

Julian deslizou as mãos pelas laterais do corpo delicado, desfrutando a maciez e o calor da pele sob suas mãos...

42 comentários:

  1. Não conhecia, parece uma leitura interessante!
    Beijinhos ❤
    Blog Ale Canofre
    YouTube

    ResponderExcluir
  2. Oi Monyque, tudo bem?
    Não conhecia o livro, gostei muito da sua resenha, mas confesso que a premissa não chamou muito a minha atenção. Fico feliz por ter gostado da leitura!

    Obrigada pelo carinho. Volte sempre!
    Um super beijo :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Claris, quem sabe em outro momento você dê uma chance a ele. Fico feliz que tenha gostado da resenha :D
      Beijos

      Excluir
  3. Eu não sou muito fã de romances de época, mas esse lance de "jogo de traições, mentiras e assassinatos" me deixa extremamente curiosa, confesso. Me parece que o livro é uma novela cheia de tramas bem escritas. Gostei da sua resenha.
    Beijo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  4. AMEEEI O POST EA RESENHA DO LIVRO
    OBRIGADA EPAL SUA VISITINHA VOLTE SEMPRE BJSSSSS

    http://cantaalegremente.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Monyque, se te deixou de ressaca é pq é bom mesmo!! Achei a capa linda e gostei da premissa!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Parece uma trilogia ótima. Achei a capa muito bonita :)

    http://www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oieeeeeee Monyque
    Amei sua resenha e fiquei instigada pela leitura.
    Gosto muitoooooooo de romances de época e esse parece ser bem interessante, meio suspense, meio místico <3
    Além de que é uma leitura fluída já que você devorou o livro e ficou de ressaca!
    Já querooooooo! Vai agorinha para a lista dos desejados :)
    Excelente semana pra ti
    Bjs Luli
    Café com Leitura na Rede

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Luli, que bom que você gostou, espero que leia em breve vale muito à pena!
      Beijos

      Excluir
  8. Não conhecia, mas fiquei curiosa! :D

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  9. Parece uma leitura muito boa e interessante, gostei
    Charme-se

    ResponderExcluir
  10. Já vi algumas resenhas bem positivas sobre esse livro, quero muito ler!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  11. Bem interessante essa leitura já quero ler.
    beijo
    carinapahim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oii!
    Tenho uma amiga que leu essa trilogia e amou! Ótima resenha ♥
    Seguindo!

    Beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, Monyque!

    Também gosto muito desse livro, um romance de época muito bem construído e que envolve fácil o leitor, pena que na época acabei não lendo os demais volumes.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Parece ser muito interessante.
    Obrigado pela resenha.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  15. Achei bem interessante e diferente essa história. Ótima resenha :)

    Beijos
    caroldoria.com

    ResponderExcluir