TEXTO: "QUASE", DE SARAH WESTPHAL



Ainda pior que a convicção do não e a incerteza do talvez é a desilusão de um quase. É o quase que me incomoda, que me entristece, que me mata trazendo tudo que poderia ter sido e não foi. Basta pensar nas oportunidades que escaparam pelos dedos, nas chances que se perdem por medo, nas ideias que nunca sairão do papel por essa maldita mania de viver no outono.

Pergunto-me, às vezes, o que nos leva a escolher uma vida morna; ou melhor, não me pergunto, contesto. A resposta eu sei de cor, está estampada na distância e frieza dos sorrisos, na frouxidão dos abraços, na indiferença dos "bom dia" quase sussurrados. Sobra covardia e falta coragem até para ser feliz. A paixão queima, o amor enlouquece, o desejo trai. Talvez esses fossem bons motivos para decidir entre a alegria e a dor, sento o nada, mas não são. Se a virtude estivesse mesmo no meio termo, o mar não teria ondas, os dias seriam nublados e o arco-íris em tons de cinza. O nada não ilumina, não inspira, não aflige nem acalma, apenas amplia o vazio que cada um traz dentro de si.

Para as coisas que não podem ser mudadas resta-nos somente paciência porém, preferir a derrota prévia à dúvida da vitória é desperdiçar a oportunidade de merecer. Pros erros há perdão; pros fracassos, chance; para os amores impossíveis, tempo. De nada adianta cercar um coração vazio ou economizar alma. Um romance cujo fim é instantâneo ou indolor não é romance. Não deixe que a saudade sufoque, que a rotina acomode, que o medo impeça de tentar. Desconfie do destino e acredite em você. Gaste mais horas realizando que sonhando, fazendo que planejando, vivendo que esperando porque, embora quem quase morreu esteja vivo, quem quase vive já morreu.

20 comentários:

  1. temos msm que ter calma e paciência, principalmente com nós mesmos para entender nossos sentimentos

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. A calma é sempre essencial!
    Muitos beijinhos <3

    pimentamaisdoce.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  3. Oiê, tudo bem??

    Menina que texto maravilhoso, achei muito pertinente a publicação dele, perdemos muito tempo nos lamentando por algo, quando devíamos estar vivendo intensamente cada momento de nossas vidas, ainda que sejam bom ou ruim. Acho que tudo pelo que passamos, nos serve de experiência e aprendizado. Então porque reclamar, se estamos vivos? Acho que por termos sentimentos intensos, não nos impede de sempre olharmos bem para as coisas e sabores. Os momentos finais do texto me pegaram de jeito e me fizeram refletir bastante. Xero!

    https://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diana, fico feliz que tenha gostado do texto e refletido. É sempre bom pararmos pra dar aquela desacelerada né? E entender nossos sentimentos, rever as coisas e deixar tudo no lugar! Obrigada pela visita. Beijos :D

      Excluir
  4. Esse quase que nos dá a ilusão de que chegamos lá... bobinhos!!!
    Amei o blog e estarei sempre por aqui.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Ivi. Fico feliz que tenha gostado, obrigada :D

      Excluir
  5. Texto maravilhoso, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderExcluir
  6. Uma bela reflexão com a qual tendo a concordar! :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  7. Oie, tudo bem?!

    Esse texto me lembrou de vários acontecimentos de quando eu era mais nova... Dos meus quase-amor e de tantas desilusões que tive - até o momento em que aprendi a me amar de verdade e comecei a traçar um novo rumo para o meu futuro.

    Beijos
    www.procurei-em-sonhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Temos vários momentos desses né? Mas felizmente servem pra nos fazer crescer e aprender muitas coisas :D
      Beijos

      Excluir