ENTREVISTA COM AUTORA DE LUX ASTRAL

Olá pessoal, depois daquela resenha sobre o maravilhoso Lux Astral, vocês merecem saber mais sobre todo processo de escrita dele, então convidei a autora pra responder essas questões aqui. Espero que gostem e se tiverem mais alguma dúvida podem colocar nos comentários que ela responde certo? 


                            Tamiris Barreto - autora de Lux Astral


A partir de que ideia resolveu criar essa história?

Quando era pequena eu tinha uma amiga imaginária. Eu conversava, brincava e criava muitas situações. Minha mente sempre foi além. Eu nunca fui uma garota de enxergar apenas com os olhos físicos. Eu sempre vivi em dois mundos. Deixei minha parte criativa gritar e me agarrei nisso. Minha imaginação é minha válvula de escape quando os acontecimentos externos me tiram do eixo. Quando algo de ruim acontecia eu imaginava uma forma mágica de passar por ela. E então, quando dei por mim, o Lux Astral já estava tomando forma. A começar pela minha amiga imaginária. Luna!

O romance...

Eu quis trazer algo intenso pra esse relacionamento. Por isso fiz essa mistura de paixão ardente com o proibido. Ele é um tempero picante que o ser humano adora. Capaz de seduzir e deixar a situação não permitida mais prazerosa. Afinal, o proibido é mais gostoso não é?

Quais foram seus maiores desafios?

O medo do primeiro livro é algo que todo escritor enfrenta. As perguntas que rodeiam a mente, o medo da rejeição, a comparação com outros livros, autores etc. Eu precisei frear meus medos para conseguir publicá-lo. Limpei minha mente e foquei em mim. Na forma que eu gostaria que ele ficasse. No meu jeito de escrever, no tipo de história que eu gosto de ler. E quando fiz isso... ele saiu!

Depois vem a caça às editoras. Conversei com várias na época. Até me sentir segura levou um tempinho. Mas a Viseu me deu um suporte muito bom. E sou grata por isso. A ansiedade é grande, o processo é demorado, mas muito gratificante. Lembro do dia que recebi o Lux em casa para minha aprovação. Eu surtei rs. Fiquei pulando e chorando como uma criança.


Sempre quis ser escritora?

Sempre! Eu escrevo em diários desde pequena. Eu costumava brincar de teatro com minhas amigas. Eu escrevia os textos e as colocava para atuar. Fora músicas e poemas que estão guardados. Eu sempre tive facilidade para escrever e quando me apaixonei pela primeira vez eu percebi que meus sentimentos eram melhores externados na escrita. Cartas e mais cartas que escrevia eram como treinamento para escrever meus livros.

Eu já passei por três cursos diferentes. Direito, estética e educação física. Não me encontrei em nenhum. Nada me dá tanto prazer quanto sentar e criar uma história.

O que deseja despertar nas pessoas ao ler Lux Astral?

O Lux Astral é uma fuga da realidade. É um mundo que permite o misto do real e sobrenatural. A intenção é que o leitor permita que sua imaginação o leve para explorar um lugar recheado de poder e magia. A imaginação é uma capacidade da mente muito poderosa, gosto de pensar que o Lux faz com que o leitor afunde na parte criativa do seu cérebro.

Quais referências você teve para criar e desenvolver a história?

Eu sou fã de J. K. Rowling/ E.L. James e Stephanie Meyer. Então fiz uma mistura. Peguei duas colheres de magia de Harry Potter. Uma xícara de Cristian Grey e uma pitada de Crepúsculo. Ambas histórias me incentivaram a escrever. Eu amo a forma como essas autoras trouxeram os comportamentos mais peculiares à tona e distribuiu em cada personagem. A dosagem certa para definir a personalidade de cada um. É fácil entender e se identificar com eles. E quis trazer isso pra o Lux.

Quanto a história em si, eu quis trazer o drama familiar, um pouco de comédia, o amor proibido e a surpresa do destino. Gosto de brincar com a cabeça do leitor, deixar ele achar que sabe o que vai acontecer, mas acabar por surpreendê-lo.

Como construiu cada personagem? Partiu de alguma inspiração?

Quando criei o Miguel pensei em dois personagens que eu amo. Damon (TVD) e Oliver Queen (Arrow). Eu tenho um certo fanatismo por esses dois. E fiz uma mistura deliciosa com eles.

Já a Mellany tem um pouco de mim, mas também fiz uma mistura das personalidades de amigas minhas. A Luna, minha personagem preferida. Ela tem um pouco de Stiles (Teen Wolf) com Felicity Smok (Arrow) e Wendy (Gasparzinho). Ela é como a luz da Mellany, a parte certa e precisa de sua consciência. Quis fazer essa brincadeira da maturidade com a forma física de uma criança. A criança tem a capacidade de nos fazer parar para ouvir, a ingenuidade e forma fácil de fazer tudo parecer playground. A maturidade que não esperamos. O respeito exigido tão inocentemente.

A Luna é a voz da luz de dentro da Mellany e eu queria trazer isso de um jeito improvável e divertido. Mathias. Eu amei criá-lo também. Foi um desafio, afinal a cabeça dele é confusa e perigosa. Me inspirei em Klaus (The Originals). E Jane, a doce e perigosa Jane. Eu quis trazer essa superproteção de mãe e sombras do passado para apimentar a história. O fato de seus segredos terem o poder de fazer uma faísca se tornar um incêndio é um dos pontos que deixa o livro mais interessante. Me apeguei em todos os personagens, o que me fez ter problemas em decidir os finais. Mas posso dizer que me diverti muito dando vida à todos eles.



10 comentários:

  1. Amei demais o Lux Astral,nunca li um livro tão rápido,e tão ansiosa para ler o final.Agora estou mais ansiosa para ler o próximo.Meus parabéns Tamiris.

    ResponderExcluir
  2. Muito bacana a entrevista, o livro parece ser muito interessante, principalmente por que um dos personagens foi inspirado no Damin o que deixa um gosto de curiosidade. Beijos!

    http://avidaemepisodios.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. não conhecia o trabalho dela, mas achei interessante o processo de criação
    já deu curiosidade de ler o livro

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
  4. Eu acho essas entrevistas muito maneiras, pois me sinto perto dos autores mais ainda. =) Não conheço o livro, mas quero ler, ainda mais pela simpatia e pela "receitinha" criativa que ela usou. S2
    Bjks!

    Mundinho da Hanna
    Pinterest | Instagram | Skoob

    ResponderExcluir
  5. Gostei de ler. Acredito que o livro seja muito fascinante de ler.

    Cumprimentos

    ResponderExcluir